quinta-feira, 30 de março de 2017

Moçambique & Ultramar - 'PEDRAS QUE JÁ NÃO FALAM', de Alfredo Pereira de Lima - Lourenço Marques 1972 - MUITO RARO



Moçambique & Colonialismo - As pedras de muitos edifícios históricos que testemunham um passado histórico na antiga cidade de Lourenço Marques


'PEDRAS QUE JÁ NÃO FALAM'
De Alfredo Pereira de Lima
Lourenço Marques 1972


Livro com 278 páginas, muito ilustrado e em muito bom estado de conservação.
De muito difícil localização.
MUITO RARO.


O autor, um grande estudioso da presença portuguesa em Moçambique e profundo conhecedor da cidade de Lourenço Marques (actual Maputo), dedica a presente obra a enumerar edifícios e locais da urbe que testemunham acontecimentos importantes ou históricos do seu passado. Um obra de grande raridade e com inúmera informação exclusiva sobre a evolução histórica e urbana da capital desta antiga colónia portuguesa da África ocidental.


Do ÍNDICE:
PREFÁCIO;
- O Forte Lagoa e os corsários de setecentos;
- O forte de S. José 'Intermezzo' austríaco;
- A sombra de Maria Teresa;
- A habitação-fortificada de Luís José;
- As tentativas frustradas de inglisação de Lourenço Marques;
- As portas da cidade;
- O estranho destino da Fonte Castilho;
- A primeira Estação do Caminho de Ferro;
- A casa onde se hospedou Kruguer em 1895;
- A Praça 7 de Março;
- O Hotel Real;
- O Teatro António Enes;
- Os 'bars' da rua do pecado;
- A Alfândega velha;
- Os começos difíceis da linha de defesa;
- O fim da linha de defesa;
- Vasco da Gama teve um monumento no jardim com o seu nome;
- O Paiol Velho;
- O Hospital civil e militar;
- A Igreja de Nossa Senhora da Conceição;
- O Farol da Ponta Vermelha;
- O antigo Grémio militar;
- A casa 'Prisão-doirada' do Presidente Kruguer;
- A estação do cabo submarino na Ponta Vermelha;
- A casa onde morreu Caldas Xaviewr;
- Os cinematógrados da 'belle époque';
- Falta um padrão na Catembe;



Preço: 70,00€;

Sem comentários:

Enviar um comentário

APÓS A SUA MENSAGEM INDIQUE O SEU E-MAIL E CONTACTO TELEFÓNICO
After your message, please leave your e-mail address or other contact.